Associação de Cartofilia do Rio de Janeiro:
A Serviço da Memória Nacional

Elysio de Oliveira Belchior
Pág. 03

b) JORNADAS NACIONAIS DE CARTOFILIA

A ACARJ periodicamente organiza Jornadas Nacionais de Cartofilia, com o objetivo de promover a convivência social entre cartofilistas, filiados ou não. A ela comparecem colecionadores de diferentes cidades, dirigentes de outras agremiações do País, como a Sociedade Brasileka de Cartofilia (Brasília), União dos Cartofilistas Paulistas-UNICAP, Clube do Manche e Sociedade de Colecionadores de Postais de Estádios-SOCOPE (os três últimos de São Paulo) além do público que aflui para visitar as exposições que acompanham as Jornadas. Os cartofilistas encontram "marchands" nacionais e estrangeiros, especialmente convidados. Por vezes são programadas outras atividades culturais, como palestras e projeções de "slides".

Já foram realizadas Jornadas, a partir de 1989, nas seguintes Entidades:

1a Jornada Nacional de Cartofilia - Hebraica - Sociedade Cultural, Esportiva e Recreativa, 28/29 de outubro de 1989;

2a Jornada Nacional de Cartofilia- Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica, 20/31 de outubro de 1990;

3a Jornada Nacional de Cartofilia- Hebraica - Sociedade Cultural, Esportiva e Recreativa, 12/13 de setembro de 1992;

4a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube Militar (Lagoa), 6/7 de novembro
de 1993;

5a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube Militar (Lagoa), 5/6 de novembro
de 1993;

6a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube Militar (Lagoa), 16/17 novembro
de 1994;

7a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube de Aeronáutica, 23/24 de
novembro de 1996

8a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube de Aeronáutica, 14/15 de junho
de 1997;

9a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube de Aeronáutica, 21 de novembro
de 1998;

10a Jornada Nacional de Cartofilia - Igreja de Nossa Senhora do Rosário e
São benedito dos Homens Negros do Rio de Janeiro, 4 de dezembro de 1999;

11a Jornada Nacional de Cartofilia - Clube dos Decoradores do Rio de
Janeiro, em 13 de maio de 2000.


Cartão-postal convite da 1° Jornada realizada na Hebraica - Sociedade Cultural, Esportiva e Recreativa, nos dias 28 e 29 de outubro de 1989


c) CATÁLOGOS

Das exposições realizadas pela ACARJ foram editados dois catálogos, hoje peças raras da Cartofilia brasileira:

1 - Cartão-postal: Fascínio & Memória. Apresentação de Irma Aristizabal. Introdução e texto de Elysio de Oliveira Belchior. Rio de Janeiro, 1986, 64 p., il.;
2 - O Comércio no Cartão-postal. Apresentação de Mozart do Amaral. Introdução de Elysio de Oliveira Belchior. SESC/ARRJ, 1997,18 p., il.

d) LIVROS

A ACARJ apoiou a publicação de dois livros de importância para o conhecimento da história regional das cidades de Niterói e do Rio de Janeiro, ambos usando o cartão-postal como uma das fontes iconográficas para os objetivos que lhes inspiraram. Foram eles:

1) Carlos Wehrs - Niterói, tema para colecionadores. Apresentação de Elysio de Oliveira Belchior. Rio de Janeiro, Gráfica Portinho Cavalcanti, 1987,138 p. il.

2) Fernando Ferreira Campos - Um fotógrafo, uma cidade: Augusto Malta, Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Maison Graphique, 1987, 71 p. il.

e) CARTA MENSAL

Em fevereiro de 1988, a ACARJ iniciou a publicação de um boletim denominado CARTA MENSAL, com o propósito de manter um elo de ligação entre a associação e os cartofilistas pertencentes ao quadro social. Além de artigos sobre os mais diferentes ângulos do cartão-postal e da cartofilia, insere notícias sobre o movimento do colecionismo de cartões-postais em todo o País, exposições realizadas, reuniões e leilões, memorabilias, biografias de editores, de ilustradores célebres, de antigos colecionadores de postais, história da cartofilia, cartolistas, antologias, informações úteis, etc. A CARTA MENSAL constitui a memória viva do renascimento da cartofilia no Brasil, e registro do esforço que um grupo de colecionadores em vários pontos do território nacional fizeram para resgatar e conservar as imagens e mensagens que, do fundo de um tempo que já se estende por mais de um século, o passado nos legou. Por isso tudo, é preciso que os cartofilistas tenham consciência de que é imperioso conservar a memória de outro tempo, aquele em que se vive, e que permanecerá gravado nos cartões-postais modernos e contemporâneos.

f) DIA DO CARTÃO-POSTAL

A fim de comemorar permanentemente o lançamento do primeiro cartão-postal no Brasil, a ACARJ, na Carta Mensal n° 3, de abril de 1988, apresentou a
ideia de consagrar o dia 28 de abril como o DIA DO CARTÃO POSTAL A sugestão mereceu imediato e entusiástico apoio dos cartofilistas, e, em especial, da Sociedade Brasileira de Cartofilia (Brasília, DF), sob a presidência do prof. António Miranda. Dois anos depois, ao completar-se 110 anos do primeiro cartão-postal brasileiro, realizou-se no Museu do Telefone, uma exposição alusiva ao evento, sendo, na inauguração, em 26 de abril de 1990, obliterados selos com carimbo oficial da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos comemorativo da efeméride. O carimbo, desenhado pelo cartofilista Natalício Zarranz, mostra o selo impresso no inteiro-postal de 50 réis, da série emitida em 1880. A ACARJ, por seu turno editou um cartão-postal comemorativo, tendo como ilustração a reprodução dos três primeiros cartões que circularam no Brasil.


Cartão-postal emitido pela ACARJ em 26 de abril de 1990

OBS: Matéria de Elysio O. Belchior publicada originalmente na Carta Mensal nº 100 de OUT 2001, órgão da ACARJ - Associação de Cartofilia do Rio de Janeiro, editada à época por Samuel Gorberg.

págs.  1   2 
[ACARJ]