TRIBOS DO BRASIL
Coleção: Raimundo Pereira
Texto: Enciclopédia Jackson
Uma pergunta aos homens brancos:

- Que lucros terão as futuras gerações? A falta de ar puro, a falta de água e a proliferação de novas e incuráveis doenças?

Marcos Terena
Índio pantaneiro de Mato Grosso do Sul
e coordenador geral dos Direitos Indígenas,
em Caros Amigos, jul/2000

BOTOCUDOS

Vivem nas florestas entre Rio Prado e Rio Doce. Andam inteiramente nus e pintam o corpo. Antigamente eram antropófagos. São polígamos. Acreditam que quando morrem se transformam em jaguar. Fabricam arcos, massas de madeira e machados de pedra.

GUARANY

Raça espalhada do Atlântico aos Andes e das Guianas ao Paraguai. Perseguidos pelos portugueses dividiram-se: uns continuaram selvagens dedicando-se à caça com flecha; outros adotaram em parte os costumes europeus. São de caráter franco, às vezes cruéis.

 

PURYS

Habitavam o território entre a serra da MAntiqueira e o rio Paraíba. Plantavam pouco, alimentando-se quase exclusivamente da caça. Falavam um idioma totalmente diferente do Guarany. Acreditavam num Deus, e que a alma do homem era imortal.

COROADOS

Habitavam Minas e o norte do Estado do Rio. Raspavam a cabeça em forma de coroa. Eram corpulentos e mesmo bonitos, laboriosos e ambiciosos, francos e alegres. Suas armas eram flechas, lanças e cacetes. Gostavam de criar galinhas e domesticar animais silvestres.

MUNDURUCUS

Habitavam o vale do Amazonas. Distinguiam-se pelo carater de nobre moralidade e do amor pelo trabalho. Os homens eram de estatura alta, e as mulheres baixas.

AYMORÉS

Habitavam parte da Bahia e Espírito Santo. Eram os mais ferozes e brutais de todo o Brasil. Antropófagos e temidos das demais tribos. Hoje se acham quase extintos.

págs.  2   3

[Índios]