Books

PAULUZ
BODMER

CONDOMÍNIO
DOS PENSAMENTOS


POESIAS
FILOSÓFICAS

1995

SÚMULA

        A história deste livro começou quando li num jornal que um garoto classe média alta, que morava num condomínio fechado na Barra da Tijuca, tinha medo de ir ao centro da cidade pois que só saía de lá em ônibus do condomínio.

        O livro vai de encontro a este momento globalizado que está transformando a vida de muitos, que desorientados começam a se perderem. Ao contrário de La Bruyère, que usava seus talentos para separar os vícios e o ridículo de uma sociedade opulenta, estou aqui para detectar o que ando vendo por aí, desde o aumento do desemprego até a falta de dinheiro refletida no medo e no desespero das pessoas.

        É um livro de sabedoria que não se limita ao simples conhecimento de determinados assuntos, que trata de problemas da sociedade em geral misturado com o doce soprar da brisa de outono e das minhas recordações desta cidade fantástica, outrora cheia de borboletas coloridas, pássaros canoros, e hoje poluída e transformada num teatro do absurdo.

        É um livro de idéias e a devida reflexão sobre elas, por desvendar ou apenas apreciar os muitos problemas ligados a existência humana.

        Como dizia João Felício, “distantes como a fantasia da realidade, até mesmo com a freqüência com que aparecem nas livrarias, os constantes livros de poesias e os raríssimos de pensamentos se unem pela estrutura de suas formas. É o que acontece aqui, neste livro de meditações poéticas.”

        Venho em paz, e peço aos homens que se tornem melhores...

Pauluz



ÍNDICE

Antenas .............
Ganância ...........
Contato ..............
Experiência ........
Caminhos ..........
Independência ....
Visão .................
Catavento ...........
Andarilhos ..........
Jardim Zoológico .
Passeio .............
Utopia ................
Malhação ...........
Bagatela ............
Metamorfose ......
Projeto ...............
Obstáculo ..........
Ilusão ................
Firmamento ........
Ambição ............
Aferição
.............

01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
  

Baloneiro ..........
Construção .......
Amolação .........
Oportunidade .....
Discurso ...........
Paraíso .............
Calçados ..........
Quimera ............
Constelação ......
Antropófago .......
Ampulheta ........
Fábula ..............
Namoro .............
Progresso .........
Frutificação .......
Acaso ...............
Rivalidades ........
Latidos .............
Cantiga .............
Pedradas ..........
Espinhos ..........

22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
   

Erudição .............
Noitada ...............
Brilho ..................
Ecologia ..............
Mais Valia ...........
Dúvidas ...............
Alegria ................
Premissa ............
Cicatrizes ............
Escada ...............
Favo ...................
Distâncias ...........
Endurecimento ....
Informática ..........
Mensagens .........
Diversão ..............
Itinerário ..............
Cume ..................
Anatomia ............
Desafinado ..........
Certeza
...............

43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63

   Alado ..............
Raiz ................
Transfusão .......
Análise ............
Oportunidade ...
Realidade ........
Debandada ......
Atiradeira .........
Polenização .....
Propaganda .....
Tumulto ...........
Estatísticas .....

Metamorfose ....
Mercado ..........
Navegação .......
Despesas ........
Lembranças .....
Fantoches .......
Verídico ...........
Insetos ............
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83

1. ANTENAS

No condomínio fechado
há antenas espalhadas
por todo lado.

As pessoas
que lá residem
estão ligadas
nas tomadas
do vazio.


2. GANÂNCIA

O lucro
acima de tudo.

Acima da arte
dos homens,
da moral humana
e dos sentimentos.

O lucro
acima de tudo,
que transforma você
em nada.

3. CONTATO

Antes de tocar
as estrelas
e queimar os teus dedos
toque outras mãos,
aqui mesmo,
na estradinha
da vida!

4. EXPERIÊNCIA

Uma das coisas
que aprendi,
pelos caminhos
que passei,
foi que muita
das pessoas
e dos animais
que conheci,
preferiam ouvir sobre mentiras,
sonhos e fantasias,
porque, como diziam,
a verdade dói ...



5. CAMINHOS

Já não importa
para onde você vai.

Nos dias atuais,
o que importa
é a velocidade,
não o sentido.

As pessoas ficam correndo
de um ladopara o outro
e se perdem no vazio.

A maioria não tem
para onde ir.

6. INDEPENDÊNCIA

O maior de todos
os conceitos
é o da liberdade.

Todos os outros
conceitos vem depois.

Por isso,
aqueles que trocaram
a liberdade pelo pão
não sabem o
mau negócio
que fizeram

7. VISÃO

Abrir os olhos
é fácil;
o difícil é ver.

E parece
que ninguém
quer ver nada.
para não
se comprometer.

8. CATAVENTO

Brinquedo da minha
infância,
cata hoje
o vento que
traz a canção
de sonhar.

Catavento querido,
já faz tempo
que o vento levou
os meus sonhos
e a minha pipa
de papel



9. ANDARILHOS

Para caminhar
nesta sociedade
mais vale um bom
par de tênis
do que cultura
e conhecimento.
Na sociedade do consumo
muitos até acham,
que caminhar pela vida
é passear pelos shopping.

10. JARDIM ZOOLÓGICO

Um jardim sem flores
nem frutos.

Alegria das crianças
e desgraça dos animais.

Afinal, trocar a
liberdade pelo pão
é a morte do espírito.

Enquanto isso,
a espécie humana
segue engaiolando
até seus pensamentos.

A maior prova de amor
é a liberdade
e não a comida...

11. PASSEIO

Estamos todos
de passagem,
mas alguns,
como se não
bastasse
passar em vão,
arrancam as pedras
do chão
para atirar
nos outros.

12. UTOPIA

O sonho virou
realidade...

Agora é preciso
inventar
outro sonho
para continuar
vivendo ...


13. MALHAÇÃO

Malhar e modelar
o corpo,
já que o espírito
pode esperar.

Afinal, para que cultura
e sabedoria
se são teleguiados
pela mídia
e não precisam pensar.

“Mens sana in corpore sano”
já era,
agora basta apenas
o “corpore sano”.

14. BAGATELA

Nesta nova
sociedade
consumista,
os valores
antigos
estão sendo
substituídos
por outros que,
pensando bem,
não tem o
menor valor.

15. METAMORFOSE

Nunca acreditei em história de
amor, que se transforma
em ódio.

Das duas uma:
ou não era amor,
ou então não é ódio.

Mas, seja lá o que for,
o coração se despedaça.

16. PROJETO

Não faço mais
castelos na areia,
dizia o homem,
que não tinha
onde morar.



17. OBSTÁCULO

Já fazem alguns anos,
que derrubaram
o muro de Berlim
e a muralha chinesa
virou ponto turístico.

Mas agora virou moda
construir muros
para isolar-se do mundo.

De um lado, a riqueza,
e do outro a miséria
tentando pular os muros.

18. ILUSÃO

Todos nós
somos perecíveis.

Sem exceção,
da cabeça aos pés.

Mas dizem por aí
que ainda há esperança.

19. FIRMAMENTO

O céu dos homens
está todo estrelado,
e cada estrela
tem seu próprio nome:

Umas brilham como o amor
outras como a liberdade,
algumas são o lucro
e muitas são a fome.

No céu dos homens
as estrelas brilham
somente para uns poucos.

20. AMBIÇÃO

Ir em frente,
passar por cima
de todo o mundo
e das pedras ...

Atravessar as cidades
subir os rios
galgar as rochas
e fazer lá em cima
o seu ninho
como fazem as águias.

Olhar o mundo
a seus pés,
eis a meta,
da pobreza de espírito.


21. AFERIÇÃO

De um lado
um monte demarginalizados.

Do outro
meia dúzia
de abonados.

Até quando esta balança
vai se equilibrar?

22. BALONEIRO

Soltei muitos
balões na minha
vida
até que
um dia
entrei
num deles
e parti.

23. CONSTRUÇÃO

Na cidade de outrora,
o jardim das casas,
onde voavam borboletas,
tinham muitas árvores
e roseiras coloridas.

Depois vieram
os empreiteiros,
derrubaram as árvores
e cimentaram a terra.

Fizeram vários prédios
colados uns nos outros
e venderam os aptos.

Hoje, as pessoas
que moram lá,
quando abrem as suas janelas,
dão de cara com a parede.

24. AMOLAÇÃO

Quem conhece
a vida sabe
que o importante
é viver
e não se aborrecer
com as pequenas
coisas.

Quem conhece
a vida sabe
que cada dia
está mais difícil
seguir este ritmo.


25. OPORTUNIDADE

Muitos ficam achando,
que estão na pior
porque não sabem
ganhar dinheiro.

Mas quanta ilusão!
A culpa não é de vocês.
No mundo da tecnologia
o ser humano perdeu a vez.

26. DISCURSO

O que mais
encontrei
no meu caminho
foram os tagarelas,
que falavam
o tempo todo.

Falavam e falavam,
aqui e acolá,
mas não diziam nada.

27. PARAÍSO

Ainda há
bastante maçãs
para saciar
a nossa fome de amor.

28. CALÇADOS

As botas sempre
foram uma ameaça.

O poeta dizia que as botas serviam
para pisar as flores.

Mas até hoje,
os serviçais seguem lambendo as botas dos seus senhores.



29. QUIMERA

A gente pode
abrir mão de tudo,
menos do nosso sonho.

Se você abrir mão
do teu sonho,
as asas da fantasia,
que sustentam
o teu vôo
não resistirão
e você cairá
no vazio.

Sonhar é viver.

30. CONSTELAÇÃO

Aquelas estrelas
com que sempre
sonhei,
de repente
estão caindo
sobre mim,
esmagando os meus sonhos

31. ANTROPÓFAGO

Nenhum dos bichos
morde mais
que os homens.

E o bicho homem,
com a ganância que tem,
morde até a alma
da gente
e devora as nossas entranhas.

32. AMPULHETA

O tempo
me ensinou muita coisa.

O tempo foi
o mais sábio de
todos os mestres.

O tempo
me ensinou
que a vida
é um simples
passatempo.


33. FÁBULA

Nas histórias,
que nos contam, o bem sempre
acaba vencendo o mal.

E no entanto,
a realidade mostra,
que herói mesmo é o mal
fingindo-se de bonzinho.

34. NAMORO

Ele dizia:
-Vou pegar
para você
uma estrela
lá do céu.

Ela respondia:
-Não precisa ir
tão longe,
para mim basta
que você pegue
a minha mão.

35. PROGRESSO

Eles exterminaram
quase tudo,
que existia por aqui.

Mataram os lagos,
os rios, poluíram o ar
afugentando os pássaros,
que cantavam na primavera.

Tudo isto e muito mais
para acumular dinheiro
nas contas bancárias.

36. FRUTIFICAÇÃO

Na natureza humana,
primeiro vem as flores.

Depois alguns
frutos amargos,
quando a gente
começa a provar o gosto da vida.


37. ACASO

A maioria procura
mas nada acha.
neste mundo de coisas e de pessoas.

Sorte tem aqueles
que entre milhares
de opções,
encontrou uma.

38.RIVALIDADES

Insistem em falarem livre concorrência.

É um conceito deturpado
de liberdade.

Não pode haver
livre concorrência
entre desiguais.

Desde quando o leão
divide a caça
com os outros animais ?

39. LATIDOS

Há um poeta
na rua,
que segue
com o seu cão.

Mas há também
muita gente
fazendo buraco
na rua
para que
o poeta caia.

40.CANTIGA

A música
do teu coração
se perde
no ar poluído
das cidades
e já não chega
aos ouvidos
de muita gente,
que caminha surda
e indiferente
às canções humanas.


41. PEDRADAS

Já que não podem
atirar a
primeira pedra,
então eles
atiram a segunda-
e a terceira
em cima da gente.

42. ESPINHOS

Rosas de ouro,
de prata
e de outros
materiais nobres,
nenhuma de vocês
tem o cheiro
da primavera.

Rosas do lucro
e da enganação
as tuas pétalas
estão vermelhas
de sangue.

43. ERUDIÇÃO

Ouvi tantas
teorias,
que até criei
a minha
tirando um pouco
de cada uma.

Como todas as outras,
não passa
de uma simples teoria.

44. NOITADA

Os carros avançam
pela noite adentro
em busca de sonho e de prazer.

Acelera solidão,
antes que chegue
o amanhecer !


45. BRILHO

A luz está acesa
dentro de nós,
mas basta
um leve sopro
para apagá-la.

Nós somos frágeis
como os lampiões a gás.

46. ECOLOGIA

Da maneira
que as coisas vão,
as flores
vão nascer
no inverno
e os frutos
no verão.

47. MAIS VALIA

Ninguém está preocupado
com a dimensão
do ser humano.

De tanto colocarem
os preços lá em cima
a gente tem a impressão
que tudo valorizou,
menos o ser humano,
que eles acham,
que não vale nada.

Basta ver os salários...

48. DÚVIDAS

Passaram-se muitos anos
e o grande segredo
continua.

Ninguém sabe,
ninguém responde
as nossas perguntas.

Quão profunda é esta noite,
e qual o mistério do abismo ?


49. ALEGRIA

O circo da vida
está cheio de ilusões.

E nós continuamos
rindo dos palhaços
enquanto caminhamos
numa corda bamba.

50. PREMISSA

Em qualquer
lugar do mundo,
o que vale
é a lei do mais forte,
a não ser
que os fracos
se unam.

51. CICATRIZES

As portas do coração
estão abertas.

Alguns entram
e outros saem.

Ao saírem,
muitos saem
batendo portas,
e jogando pedras.

52. ESCADA

O relógio marca
apenas as horas.

Quem marca o tempos
ão os nossos passos,
que vão, aos poucos,
ficando cansados
de tanto subir
e descer
os degraus da vida.


53. FAVO

O mel
de abelha
é ótimo.

O mel
do ser humano
é muito melhor.

54. DISTÂNCIAS

De longe,
o circo da vida
é uma comédia.

De perto,
ou dentro dele,
o circo é um drama.

Por isso cuida
para o circo
não pegar fogo!

55. ENDURECIMENTO

O vulcão
entrou em
erupção
e o coração
da montanha
explodiu em
mil pedaços.

Depois o fogo
apagou
e as larvas
endureceram.

Agora os homens
vão lá trocar
seu coração humano
por um de pedra.

56. INFORMÁTICA

Estão se preocupando
mais com a máquina
do que com o homem.


57. MENSAGENS

Ele escreveu que
a amava
nas areias da praia.

Ela fez a mesma
coisa
nas ondas do mar.

E assim,
de mãos dadas,
ficaram olhando
o seu amor partir.

58. DIVERSÃO

Os dias voam,
os anos correm.

E nós, perplexos,
de mãos dadas,
brincamos de roda,
em volta do tempo
que se esvai...

59. ITINERÁRIO

Disseram-me
que a vida
era uma linha reta,
e me mostraram
o caminho a seguir.

E eu fui seguindo,
dizia o artista,
até descobrir
que estava
num beco sem saída.

60. CUME

Chegou lá no alto,
no topo da hierarquia.

De cada ser humano,
que passou na sua vida,
ele fez um degrau para subir.

Pisou muita gente
e conseguiu.

Agora está lá em cima
com medo de cair.


61. ANATOMIA

O corpo
das pessoas
é feitode água
e pão
para saciar
nossa sede
e matar
nossa fome
de amor...

62. DESAFINADO

A vida é um
violino
que toca
sem parar.

E um belo dia
arrebenta
uma corda.

Depois outras,
até que o
instrumento
para de tocar.

63. CERTEZA

Nada é certo ...
Ou melhor.
só o nada
é certo.

64. ALADO

Não te iludas
com as asas
dos pássaros.

Quem voa mesmo
é o tempo
da nossa vida.


65. RAIZ

Olha aí, gente,
nada de gravar
juras de amor
no tronco das árvores,
pois que esse fogo
dentro de vocês
acaba se apagando,e é na árvoreque fica a cicatriz.

66. TRANSFUSÃO

Tem gente
vendendo
o próprio
sangue
para pagar
as contas
e comprar um pão.

67. ANÁLISE

Um dia
saí por aí
a procurar
o sentido
das coisas.

Quando voltei
fiquei achando
que a maioria das coisas
não tem sentido.

68. OPORTUNIDADE

Um dia é da caça
E o outro é do caçador,
diz o provérbio

Só que os dias
que passam
são cada vez mais
do caçador.

A caça já não tem vez,
como a maioria das pessoas.


69. REALIDADE

A “verdade”
foi colocada no ar
pelos canais de TV.

Agora as antenas
estão ligadas para
enganar por imagens.

E ainda tem gente que diz:
- é verdade, eu vi na TV.

70. DEBANDADA

Na cidade
onde todos correm,
é melhor andar devagar.

Correm para onde?
não sei,
nem quis perguntar.

As pessoas
estão fugindo
de si mesmas

71. ATIRADEIRA

Eles começam
brincando de jogar
pedrinhas no lago.

Depois aprendem
a tacar pedras maiores
no coração da gente.

72. POLENIZAÇÃO

É primavera.

Toda a natureza
está em festa.

Dentro do ser humano bom
há muitas flores.


73. PROPAGANDA

Antes de comprar
o pão,
compre uma TV,
pois nestes tempos
de crise,
uma TV colorida
alimenta mais.

74. TUMULTO

No silêncio da noite
escuto um violino
para acalmar
meus ouvidos
dos berros
e das buzinas
desta cidade enlouquecida.

Os barulhentos
não sabem,
mas a civilidade
se mede em decibéis.

75. ESTATÍSTICAS

As vendas estão subindo.

É que passaram a contar
aqueles que estão
vendendo a própria alma
por uns trocados.

76. METAMORFOSE

Parece que tudo
está mudando.

Agora
as coisas
falam.

As pessoas
é que estão
ficando mudas.


77. MERCADO

Uma coisa
é o homem,
o ser humano,
e a outra
o objeto.

Mas as pessoas
andam confundindo
as coisas.

Homem objeto,
mulher objeto
estão a venda
como qualquer mercadoria.

78. NAVEGAÇÃO

Os barcos
da ilusão
atracam,
não nos portos
da vida,
mas no coração
dos que sonham.

Navegar é preciso !

79. DESPESAS

Há duas maneiras
de fazer as coisas
pelos outros:

- Uma é por dinheiro
e a outra por amor.

Só que,
às vezes,
as que são feitas
com amor
custam mais caro.

80. LEMBRANÇAS

Passou muito tempo,
mas um dia,
no meu coração,
que é de terra,
o capim da saudade
foi crescendo.


81. FANTOCHES

Dizem que o
mundo é um teatro.

Comédia, tragédia,
muita bebida
e um pedaço de pão.

O mundo parece
um teatro
de marionetes.

82. VERÍDICO

Uma das maiores invenções
dos homens
foi a verdade.

Depois descobriram
que a “ verdade“
servia para tudo,
até para encobrir
a Verdade
que não interessava.

Hoje a gente sabe,
que na verdade
dos homens
tem muita mentira.

83. INSETOS

Mal começava
a primavera,
quando uma
borboleta amarela
entrou pelas grades
do condomínio
e foi tocar uma flor.

Enquanto a beijava
foi agarrada
por um garoto,
que lhe arrancou as asas.

       

[Condomínio]