Pavilhão da França na Exposição de 1922


         No ano de 1822, o Brasil deixava de ser colônia de Portugal e proclamava a República. No dia 7 de setembro de 1922, o presidente Epitácio Pessoa, em meio a um festival de comemorações ao centenário da Independência, inaugurou, oficialmente, a Exposição Internacional do Rio de Janeiro, que visava atrair libras e dólares para o Brasil. Prédios monumentais, para abrigar stands de 14 países e de todos os estados brasileiros, foram construídos em duas áreas contíguas, que se estenderam do Palácio Monroe ao Mercado da Praça XV e que abrigaram as mostras dos principais produtos brasileiros. Nesta noite, após o "Te Deum Laudamus" celebrada na catedral Metropolitana, todos os Palácios da Exposição e os navios ancorados no porto iluminaram a mostra num imenso clarão de esplendor e beleza. Pelos alto-falantes da exposição foi transmitida, diretamente do Teatro Municipal, a ópera"O Guarani" de Carlos Gomes. Portentosa obra de arte, a exposição de 22 enfeitou a capital por 7 meses, até 23 de março de 1923. Foram os seguintes países, que participaram desta exposição: Argentina, América do Norte, Bélgica, Dinamarca, França, Inglaterra, Itália, México, Japão, Noruega, Suécia e Tcheco-Eslováquia.

FONTE: Nosso Século nº 26, Abril Cultural


[Voyage au Brésil] [Rio Antigo] [Brasil Antigo] [Franceses no Brasil]

[home]