DORNIER DO-J "WAL"

Dornier DO-X com 12 motores "in tandem" sobrevoando a baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, na altura da praia de Botafogo.

         Hidroavião de asa alta - projeto de Claudius Dornier (Alemanha) construído, a princípio, na Itália pelas restrições da 1ª Guerra, teve seu 1º vôo em 1922 e operou até 1936. 23,20m de envergadura e 18,20m de comprimento com 2 motores BMW VI em "V" somando 2.600 HP "in tandem". Podia transportar de 8 a 10 passageiros e 2 tripulantes. Foi o 1º avião comercial brasileiro e sob o comando de Rudolf Cramer von Clausbruch. (OCO).

Nota de esclarecimento:

As informações no seu site a respeito do Dornier D O X estão equivocadas

A imagem apresentada no seu site é do DO X mas o texto refere-se ao
Avião ATLÂNTICO, que também era hidroavião, também foi projetado pelo Claudius Dornier e foi o primeiro avião comercial do Brasil, operado pela VARIG: Hidroavião de asa alta - projeto de Claudius Dornier (Alemanha) construído, a princípio, na Itália pelas restrições da 1ª Guerra, teve seu 1º vôo em 1922 e operou até 1936. 23,20m de envergadura e 18,20m de comprimento com 2 motores BMW VI em "V" somando 2.600 HP "in tandem".
Podia transportar de 8 a 10 passageiros e 2 tripulantes. Foi o 1º avião comercial brasileiro e sob o comando de Rudolf Cramer Von Clausbruch o DO X tinha 48m de envergadura, 41m de comprimento, 10m de altura, peso de 28t e possuía 12 motores, 6 na frente e 6 atrás, colocados sobre as asas. Na imagem no seu site aparecem os 6 motores da frente
.

Samuel Gorberg


[Cap Arcona]
  [Graf Zeppelin]