ESTILO MANUELINO NA EXPO DE 1908

        Estilo decorativo que surgiu em Portugal no fim do século XV e floresceu durante o reinado de D.Manuel I (1469-1521) e que constitui uma adaptação do gótico flamejante/florido (caracterizado pela presença de elementos decorativos especialmente formas lanceoladas, à feição de chamas), pela introdução de elementos novos, de diversas origens, inspirados nas viagens marítimas portuguesas. (AURELIO p.585) Ao cabo de tais viagens (pelo litoral africano, pela Índia etc), que duravam muito tempo (alguns anos), eles regressavam não só com narrativas fantásticas mas também com belas obras, sedas, cestos, lacas e porcelanas, que muito ensinaram aos artesões ocidentais, que extraíram delas um grande número de lições. A arte manuelina ainda pode ser apreciada em Portugal através de algumas obras genéricas como o Mosteiro Real de Batalha, a Torre de Belém e a Igreja de Tomar, recoberta por uma profusão de ornamentos. (JANNEAU p. 204) No Brasil, o estilo manuelino esteve presente na Exposição Nacional de 1908 e ainda pode ser visto no Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro.

  [Ambulantes]  [Ferrovia]  [Expo 22]  [Lendas]  [Flores]  [Bens Culturais]  [Mucha]

[Palestras]