LEMBRANÇAS DE MINAS

Col: Paulo Bodmer
Texto: Rodrigo Lessa e Allyne Silva

Fonte das Imagens:
“Vistas do Estado de Minas Gerais – Lembrança da Exposição Internacional do Centenário da Independência”, Sem Autor. Álbum com 40 fotogravuras impressas a cores – Lithographia Hartmann,1922/23

Pág 1

BELO HORIZONTE

        Atraído pelas riquezas das Minas Gerais, o bandeirante João Leite da Silva Ortiz fundou, em 1701, o Curral del Rey, hoje Belo Horizonte. Em 1711, através da carta de sesmaria concedida pelo governador Antônio Albuquerque Coelho de Carvalho, Ortiz fundou a fazenda do Cercado.

        O nome Curral del Rey originou-se devido à um curral onde se reunia o gado que iria pagar as taxas ao rei. Nesta época, a utilização da mão-de-obra de escravos era muito grande. Suas atividades foram atraindo outros povoadores, e a região foi se expandindo e consolidando-se enquanto povoado. Logo começaram a surgir algumas cafuas e, entre elas, ergueu-se a capela dedicada a Nossa Senhora da Boa Viagem.

        Em 1780, Curral del Rey, já um povoado bastante populoso, é elevado por carta regia a freguesia e ao fim do século XIX ficou conhecido como Belo Horizonte.
(brasilcult)

págs.  2   3   4   5   6   7   8   9

[Brasil Antigo]