LEMBRANÇAS DE MINAS

Col: Paulo Bodmer
Texto: Rodrigo Lessa e Allyne Silva

Fonte das Imagens:
“Vistas do Estado de Minas Gerais – Lembrança da Exposição Internacional do Centenário da Independência”, Sem Autor. Álbum com 40 fotogravuras impressas a cores – Lithographia Hartmann,1922/23

Pág 2
JUIZ DE FORA

        O surgimento de Juiz de Fora está intimamente ligado à história do século XIX mineiro e à abertura do Caminho Novo, uma estrada construída para transportar ouro.

        
Primeiramente recebeu o nome de Vila de Santo Antônio de Paraibuna, no ano de 1820. Em 1850 foi elevada a categoria de cidade e quinze anos mais tarde passou a ser chamada de Juiz de Fora. Mas, foi a partir de 1850 que Juiz de Fora teve um grande desenvolvimento econômico devido à agricultura cafeeira que se expandia pela Zona da Mata mineira.

        
Foi aqui que se deu a criação da primeira via de transporte rodoviário do Brasil, ligando Petrópolis à cidade em 144Km de extensão. O objetivo desta rodovia era encurtar o caminho da corte à província de Minas e facilitar o transporte do café.

        
Após viver um período de relativa decadência industrial a partir da década de 1940, passou a se destacar pelo crescimento dos setores comercial, industrial e de prestação de serviços, o que a coloca como a segunda cidade de Minas Gerais e a Capital da Zona da Mata Mineira. (brasilcult)

págs.  1   3   4   5   6   7   8   9

[Brasil Antigo]